Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de São Paulo/SP

Sindicato e trabalhadores da GM de Mogi das Cruzes protestam nesta sexta contra o racismo

Nesta sexta, 19 de junho, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, os trabalhadores e a GM farão manifestações contra o racismo, a violência, o preconceito, as desigualdades e as injustiças sociais.

O ato será em frente à GM, Avenida General Motors, 1.999, Taboão, Mogi das Cruzes, com início às 6h e minuto de silêncio às 8h46 pelo negro norte-americano George Floyd, morto em 25 de maio, após um policial branco de Minneapolis ter ajoelhado no pescoço dele durante oito minutos e quarenta e seis segundos, enquanto estava deitado de bruços na estrada.

Esta manifestação é mundial e está sendo organizada pelo UAW-United Auto Workers (Sindicato dos Metalúrgicos dos Estados Unidos e Canadá). Clique aqui e acesse comunicado do UAW.

“As expressões de ódio e os crimes contra as pessoas e populações negras precisam acabar, sejam no Brasil, nos Estados Unidos e no mundo todo”, diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, CNTM e Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, lembrando que no Brasil os ataques racistas são muito comuns no dia a dia e em casos de maior comoção pública como as recentes mortes dos garotos Miguel, de 5 anos, e João Pedro, de 14 anos.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS