Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Artigo

Para nos mantermos fortes!

Eliseu Silva Costa
presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Temos visto nos últimos meses uma intensa e válida batalha jurídica de diversos sindicatos das mais diferentes categorias profissionais em torno da questão do Imposto Sindical.  Foram milhares de ações em todo o país contestando o fim do Imposto que, em alguns casos, é a maior fonte financeira de sobrevivência sindical. A maioria destas ações, ainda que vitoriosas em primeira instância, estão sendo contestadas pelos patrões e não possuirão efeito imediato.

Independente de sermos contra ou favor de tal imposto, o fato é que esta e as demais questões vindas com a Reforma Trabalhista, só encontrarão respostas para os sindicatos e para os trabalhadores na medida em que nossa organização garanta a mobilização nos locais de trabalho e a representatividade de cada sindicato junto a sua categoria. Esta será a única forma de nos mantermos fortes e em condições de enfrentar os desmandos patronais e a perda de direitos.

Assim como os Sindicatos, a Justiça do Trabalho tem sido bastante atacada e questionada após a Reforma Trabalhista e, portanto, não podemos nem devemos ficar meramente na dependência dos tribunais. Na verdade, os sindicatos que pautaram suas ações sindicais apenas através da justiça em todos estes anos, correm sério risco de ficarem sem nada em curto espaço de tempo. Devemos lembrar, mais uma vez,  que de nada vale reconhecimento da Justiça sem o reconhecimento dos trabalhadores nas entidades que o representam.

Mais do que nunca nossa mobilização não pode parar. Estar presente nas portas de fábricas, conversando e esclarecendo os trabalhadores sobre a necessidade de união é o mais básico trabalho de um sindicato e o mais importante neste momento e sempre. Fazer cada vez mais sócios que, conscientemente, estarão reforçando cada vez mais a ação sindical, é nossa única e legítima maneira de continuarmos defendendo os direitos conquistados e alcançarmos maiores conquistas!

Eliseu Silva Costa
presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

 

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS