Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de São Paulo/SP

Deca segue Siamfesp, ataca direitos dos trabalhadores e precariza condições de trabalho

 

Assembleia na Deca, nesta sexta, 11 de dezembro de 2020, com presenças de Miguel Torres, presidente da Força Sindical e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, dos diretores Ceará e Maurício Forte e do assistente do secretário-geral Arakém.

O sindicato patronal Siamfesp (da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos no Estado de São Paulo) também neste ano não fechou a convenção coletiva de trabalho, insistindo em sua política nefasta de precarização das condições de trabalho.

A metalúrgica Deca, que faz parte deste grupo patronal, infelizmente tem há três anos seguido esta péssima orientação e atacado importantes conquistas como o adicional noturno, o adicional de hora extra e os direitos dos trabalhadores com doença profissional.

Miguel Torres, presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, disse que esta situação será denunciada ao Ministério Público do Trabalho e que pretende mostrar aos consumidores nas lojas que vendem produtos Deca como os trabalhadores estão sendo prejudicados.

A campanha salarial 2020 em andamento reúne 53 sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo/Força Sindical, representando em torno de 800 mil metalúrgicos com data-base em 1º de novembro, sendo que cerca de 70% da categoria já foi abrangida pelas convenções coletivas fechadas com os demais grupos patronais.

Clique aqui e acesse as convenções assinadas até o momento.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS