Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Previdência Social

Centrais vão intensificar luta em defesa das aposentadorias

As centrais Força Sindical, CSB, CSP/Conlutas, CTB, CUT, Intersindical e Nova Central decidiram nesta quinta, 1º de novembro de 2018, no Dieese, em São Paulo, intensificar a luta contra a “reforma” da Previdência anunciada nos meios de comunicação.

Para Miguel Torres, presidente da Força Sindical, do Sindicato e da CNTM, a única forma de os trabalhadores lutarem para impedir a aprovação de uma “reforma” que retira direitos é fortalecer a unidade de ação. “A unidade, a resistência e a luta serão fundamentais para barrarmos mais este retrocesso e os graves impactos desta ‘reforma’ na vida dos trabalhadores e trabalhadoras.”

Foi elaborado um documento com as próximas ações, entre as quais a realização de um Seminário, em 12 de novembro, para iniciar a organização da Campanha “A Previdência que queremos”.

https://radiopeaobrasil.com.br/wp-content/uploads/2018/11/centraisprevidencia.pdf

São Paulo, 1º de novembro de 2018

Reunidas hoje, 1º de novembro, na sede do DIEESE, em São Paulo, as Centrais Sindicais CSB, CSP/Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical e Nova Central decidiram:

* Intensificar a luta contra a proposta da reforma da Previdência Social, divulgada recentemente pelos meios de comunicação;

* Organizar o movimento sindical e os segmentos sociais para esclarecer e alertar a sociedade sobre a proposta de fim da aposentadoria;

* Realizar um seminário, em 12 de novembro, para iniciar a organização da campanha nacional sobre a Previdência que queremos;

* Retomar a luta por uma Previdência Social pública, universal, que acabe com os privilégios e amplie a proteção social e os direitos.

 

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS