Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Música

Marcos Valle e Milton Nascimento cantam Viola Enluarada

Os versos vão direto ao tema: era preciso lutar, enfrentar a ditadura, buscar a liberdade. A ditadura militar completava 3 anos no Brasil, e ainda não revelara todas as suas garras. Nesta interpretação, participação especial de Milton Nascimento.

Viola Enluarada

Marcos Valle/Paulo Sergio Valle/1967
Intérprete: Marcos Valle (participação especial de Milton Nascimento)

A mão que toca um violão
se for preciso faz a guerra
mata o mundo, fere a terra
A voz que canta uma canção
se for preciso canta um hino
louva à morte

Viola em noite enluarada
no sertão é como espada
esperança de vingança.
O mesmo pé que dança um samba
se preciso vai à luta
capoeira.

Quem tem de noite a companheira
sabe que a paz é passageira
pra defendê-la se levanta
e grita: eu vou

Mão, violão, canção e espada
e viola enluarada
pelos campos e cidades
Porta-bandeira, capoeira
desfilando vão cantando
liberdade

Quem tem de noite a companheira
sabe que a paz é passageira
pra defendê-la se levanta
e grita: eu vou

Porta-bandeira, capoeira
desfilando vão cantando
liberdade

Fonte: Centro de Memória Sindical

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS