Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de São Paulo/SP

Várias frentes de resistência

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes está diariamente nas portas de fábrica, com os diretores e assistentes dialogando com os trabalhadores metalúrgicos, encaminhando reivindicações, negociando, conquistando benefícios e exigindo melhorias nos locais de trabalho.

Também estão em pleno andamento a Campanha do Agasalho 2019 e o projeto Mais Livros nas mãos de nossas crianças e jovens. E, em breve, a entidade iniciará a campanha unificada pela renovação da Convenção Coletiva da categoria, juntamente com os demais Sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo.

Em Brasília, no Congresso Nacional, continua a mobilização sindical para impedir que a reforma da Previdência do governo destrua a Seguridade Social e acabe com o direito de a classe trabalhadora se aposentar com dignidade.

Também lutamos para garantir que o movimento sindical mantenha-se estruturado para a defesa dos interesses da classe trabalhadora, dos empregos e da retomada do desenvolvimento do País. “Vamos resistir, com lutas, união e espírito democrático”, diz Miguel Torres, presidente do Sindicato, da CNTM e da Força Sindical.

Próximos passos da luta sindical

* Em defesa dos direitos da classe trabalhadora, o movimento sindical estará até 12 de agosto mobilizado em defesa das aposentadorias, em busca de mais assinaturas para o abaixo-assinado contra a reforma da Previdência Social e pressão para que, no 2º turno da votação na Câmara Federal, os deputados pensem melhor e não votem a favor de uma proposta que mantém privilégios e prejudica os trabalhadores e outras camadas sociais mais vulneráveis.

* Todo apoio também para a grande mobilização no dia 13 de agosto, pela Educação, pela Previdência, pelo emprego e pelas reivindicações das trabalhadoras rurais (Marcha das Margaridas). Participe, apoie, divulgue!

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS