Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de São Paulo/SP

Sindicato garante na justiça os direitos dos trabalhadores da IBBA

Depois de 3 meses de muita batalha, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes conseguiu via MPT (Ministério Público do Trabalho) fechar um acordo para os trabalhadores da empresa IBBA: Indústria Brasileira de Bombas Automotivas, localizada em São Paulo, capital, na Água Branca.

A empresa havia demitido em março 68 trabalhadores, devido à transferência de sua produção para Vinhedo/SP, e pretendia não pagar os direitos de ninguém.

Acordo

– pagamento parcelado de todos os direitos.
– multa de 50 % se ocorrer atraso de parcela.
– acréscimo de 1% em cada parcela.
– multa de 1 salário (conforme artigo 477).
– uma cesta básica no valor de R$ 130 reais enquanto tiver parcelamento.
– disponibilidade de maquinários para venda e quitação antecipada das parcelas.

“A luta da classe trabalhadora só tem resultado com solidariedade e organização no local de trabalho. Os trabalhadores têm que, junto com o Sindicato, manter o controle do seu espaço trabalho, pois a disputa por este controle é constante entre empresas e trabalhadores. Sindicato e trabalhadores são portanto um só organismo”, comenta o diretor Edenilson Rossato, o Alemão, do Sindicato, responsável pela mobilização.

“Mesmo neste período de distanciamento social, necessário no combate à disseminação do coronavírus, o nosso Sindicato está em ação, com os diretores percorrendo a base metalúrgica, verificando as condições de trabalho e de saúde do trabalhador, defendendo os direitos da categoria, com o imprescindível apoio do nosso departamento jurídico, e demonstrando os resultados positivos da força da união, da comunicação e da ação sindical compromissada”, diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS