Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de São Paulo/SP

Sindicato distribui primeiras doações a moradores de rua

O frio chegou e o cenário de abandono social, acelerado pela crise e pelo desemprego, torna-se também um grande desafio para o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo que, além de defender os direitos da categoria, tem sensibilidade social e, por isto, lançou mais uma campanha emergencial do agasalho. 

“Não é a solução definitiva para o problema, mas é impossível ficarmos alheios à situação de famílias inteiras, com crianças, morando debaixo de viadutos, perambulando pelas ruas sem destino, apoio e esperança, sofrendo os malefícios causados pelo frio intenso e correndo risco de vida”, diz Miguel Torres, presidente do Sindicato e da CNTM e vice-presidente da Força Sindical.

Ontem de noite, diretores e assessores acompanharam Miguel Torres e ativistas sociais na região central de São Paulo e fizeram uma primeira distribuição de cobertores às pessoas em situação de rua, crianças, jovens e adultos, com atenção, carinho e palavras amigas de solidariedade.
 
A iniciativa fez parte da Campanha do Agasalho 2016, que prosseguirá com a coleta de doação de roupas, calçados, cobertores, agasalhos etc., novos ou em boas condições de uso, que serão entregues a entidades sociais, moradores em situação de rua e população mais carente.

Doações – podem ser entregues nas portas de fábrica, aos diretores e assessores do Sindicato, ou nos seguintes endereços: sede do Sindicato em São Paulo (Rua Galvão Bueno, 782, Liberdade), subsede de Mogi das Cruzes (Rua Afonso Pena, 137, Vila Industrial) e sede da Força Sindical (Rua Rocha Pombo, 94, Liberdade). Participe!
(Texto: Val Gomes) 

Abaixo, informação do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo sobre como participar da Campanha do Agasalho 2016:

SINDICATO LANÇA CAMPANHA DO AGASALHO 2016

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes está lançando a Campanha do Agasalho 2016 e conta com a colaboração de todos, trabalhadores e trabalhadoras nas fábricas, parceiros e amigos.

Receberemos doação de roupas, calçados, cobertores, agasalhos etc., novos ou em boas condições de uso, que serão entregues a entidades sociais, moradores em situação de rua e população mais carente.

“Estamos pensando nas pessoas mais necessitadas, inclusive moradores de rua, para que possam enfrentar o frio mais intenso. Sabemos que não é a solução definitiva para o problema do abandono social, mas é importante fazermos esta ação emergencial e refletirmos sobre a questão da solidariedade”, afirma Miguel Torres, presidente do Sindicato e da CNTM e vice-presidente da Força Sindical.

A crise econômica também está contribuindo para o aumento da população de rua. “Estamos vendo famílias inteiras, com crianças, morando debaixo de viadutos. São trabalhadores que perderam o emprego, a renda e foram despejados”, afirma Miguel Torres.

Segundo pesquisa feita pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas econômicas) para a prefeitura, em 2015, a cidade de São Paulo tinha 15.905 pessoas em condições de rua, 10% mais do que há quatro anos. PARTICIPE!

COMO PARTICIPAR

As doações podem ser entregues nas portas de fábrica, aos diretores e assessores do Sindicato ou nos seguintes endereços: 

Sede do Sindicato em São Paulo – Rua Galvão Bueno, 782, Liberdade

Subsede de Mogi das Cruzes – Rua Afonso Pena, 137, Vila Industrial

Sede da Força Sindical – Rua Rocha Pombo, 94, Liberdade

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS