Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Previdência Social

Miguel Torres participa de audiência pública da Comissão Especial da Reforma da Previdência

Em sua participação, como presidente da Força Sindical, Miguel Torres questionou a falta de debates sobre a proposta em tramitação no Congresso Nacional e disse que os principais interessados em uma Previdência Social firme e forte são os trabalhadores.

Para ele, a proposta do governo não acaba com os privilégios e só penaliza a classe trabalhadora e os setores mais vulneráveis da sociedade. E a capitalização, que a OIT diz que não funcionou na maioria dos países, não pode ser uma imposição.

“Estão querendo mudanças que mexem com a Nação e com a vida de toda a população brasileira por muitos anos. Devemos, portanto, debater mais, analisar os estudos já anteriormente apresentados, inclusive pela CPI da Previdência, e cobrar os grandes devedores do INSS, entre outras medidas que esta reforma do governo não contempla”, diz Miguel Torres, que também preside a CNTM e o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS