Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Federação dos Metalúrgicos de SP

Metalúrgicos da Força decidem fortalecer luta por aumento real

Plenária na Federação com todos os Sindicatos

Os metalúrgicos da Força Sindical no Estado de São Paulo (750 mil) vão intensificar a mobilização nas fábricas. A deliberação foi tirada nesta quarta (22), em São Paulo, durante reunião na Federação da categoria com os 54 Sindicatos filiados. A data-base é 1º de novembro.

A palavra de ordem é buscar o 11º aumento salarial real consecutivo. “No segundo semestre, 4,7 milhões de trabalhadores ligados à Força Sindical estão em campanha. Os metalúrgicos sempre foram vanguarda. Este ano não há motivo para ser diferente”, afirma Cláudio Magrão, presidente da Federação.

José Pereira dos Santos, presidente dos metalúrgicos de Guarulhos, avalia: “A disputa eleitoral não muda nossa campanha. Até porque nós negociamos com o patrão e não com o presidente da República. O presidente, qualquer que seja, a gente pressiona, como sempre fizemos”.

INPC – A inflação no final de outubro deve acumular entre 6,4% e 6,5%, estima o Dieese. Fala-se em 8% de reajuste como um índice “pé no chão”, pra citar expressão bastante usada por dirigentes. Mas a negociação individual pode obter teto maior. Um sindicalista do Interior anunciou que assinará acordo de 9% com empresa da base.

Paulinho – Paulo Pereira da Silva, líder forcista e deputado federal reeleito (SDD), disse: “Participo de campanha salarial desde 1987. Não vejo outro caminho que não seja mobilizar a categoria”. Miguel Torres, presidente da Força Sindical e da CNTM, propõe atos por Sindicato e também manifestações regionais no Estado.

Mais informações: www.fsindical.org.br

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS