Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de Osasco/SP

E OS OPERÁRIOS EM 1968 ?

 

“É MAIS DIFÍCIL HONRAR A MEMÓRIA DOS ANÔNIMOS DO QUE A DOS RENOMADOS.
A CONSTRUÇÃO HISTÓRICA SE DEDICA À MEMÓRIA DOS ANÔNIMOS”
W.Benjamim

Venha saber sobre as greves de Contagem e Osasco com testemunhos de seus organizadores. Como foi a greve por dentro, nas fábricas? Como a urdidura paciente teceu a rebelião? Quer eram esses indômitos?

Nessas lutas e rebeliões qual o papel das organizações de esquerda? Quem nas Igrejas apoiou as lutas?

E a tomada do palanque na Sé expulsando o governador? Quem eram os sindicalistas no palanque? Como se organizaram as colunas de trabalhadores para protestar?

Há muita coisa circulando sobre as lutas de 68 , mas pouco ainda sobre a resistência feita pel@s trabalhador@s.

Sábado, dia 12, no MEMORIAL DA RESISTÊNCIA, das 14h às 17h

Endereço: Largo Osório 66 – Luz, São Paulo/SP

Hasta siempre!
Equipe IIEP
Organização: Núcleo de Preservação da Memória Política (nucleomemoria.com.br)

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS