Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Eleições 2018

Ciro Gomes debate propostas com dirigentes na Força Sindical

Ciro Gomes, pré-candidato do PDT a presidente da República, em debate na sede da Força Sindical nesta terça, 12 de junho, disse que a solução para o Brasil sair da crise é retomar a industrialização, na geração emergencial de empregos em construção civil, transporte público, moradias e saneamento básico, e investir em áreas estruturais como petróleo, gás e bionergia e nos complexos industriais da saúde, do agronegócio e da defesa. “Precisamos unir quem trabalha, unir quem produz e virar este jogo para devolver a felicidade para a nação brasileira”, diz Ciro.

A conversa com o pedetista foi coordenada pelo secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalves, o Juruna, e reuniu centenas de dirigentes sindicais de várias entidades filiadas à central. Juruna justificou as ausências de Paulinho da Força, que está em Brasília, e de Miguel Torres, que está em Detroit (EUA) no 37º Congresso do UAW (Sindicato dos Metalúrgicos Norte-Americanos), e destacou o caráter plural da central e a necessidade de a população participar das eleições escolhendo governantes e parlamentares comprometidos com a democracia e com o desenvolvimento, e não em candidatos com visões extremadas.

Ciro afirmou que se eleito presidente fará reuniões mensais com as centrais sindicais. “Meu patrão é a classe trabalhadora”. Questionado, respondeu que irá sim lutar pela revogação da reforma trabalhista.

Dirigentes metalúrgicos da base CNTM/Força compareceram maciçamente ao debate. Junto ao pré-candidato Ciro, compuseram a mesa: Danilo Pereira (Força SP), Mônica Veloso (CNTM), Juruna, Lupi (PDT), Auxiliadora (Brinquedos), Eliseu (Federação dos Metalúrgicos), Arakém (Metalúrgicos de SP), Medeiros (Metalúrgicos de SP), Geraldino (Força), Antônio Vitor (Alimentação), Magrão (Federação dos Metalúrgicos) e Edson Bicalho (Químicos).

Para os próximos debates, a Força Sindical também convidou Aldo Rebelo (Solidariedade), Manuela D’Ávila (PCdoB), Geraldo Alckmin (PSDB), Paulo Rabelo de Castro (PSC), Marina Silva (REDE), Rodrigo Maia (DEM) e o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) que ainda será anunciado.

Dirigente metalúrgica, Leninha questiona como seria a participação da mulher em um governo Ciro, a posição do pré-candidato sobre a redução da jornada e os desafios de um presidente da República nas negociações com o Congresso Nacional

Mônica, Arakém e Ciro Gomes

Nos links a seguir você poderá assistir a íntegra da palestra do presidenciável Ciro Gomes (PDT) transmitida pelo facebook:

Parte 1

Parte2

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS