Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Miguel Torres

Aplaudimos Ciro Gomes em repúdio à reforma trabalhista

Ciro Gomes e Miguel Torres

“Pré-candidato pelo PDT, Ciro Gomes foi preciso no debate com os presidenciáveis promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), na quarta, 4 de julho, em Brasília, ao dizer que ser for eleito presidente vai revogar a lei da reforma trabalhista.

Ciro Gomes reforça, portanto, o que já havia afirmado aos trabalhadores e dirigentes sindicais nos recentes debates realizados nas sedes da Força Sindical e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo.

Parabenizamos o pedetista pela coerência, coragem e firmeza, pois a reforma trabalhista é comprovadamente um grande mal para a classe trabalhadora, não gerou empregos de qualidade, trouxe insegurança jurídica e precarizou as relações de trabalho.

Os empresários que no evento vaiaram Ciro Gomes, por causa deste posicionamento progressista do pré-candidato, devem ser os que, por ganância ou egoísmo, não enxergam que o enfraquecimento do movimento sindical e a destruição dos direitos da classe trabalhadora são prejudiciais ao País.

A lei da reforma trabalhista não ajuda a sairmos da crise nem favorece o cenário de retomada do crescimento econômico que almejam os trabalhadores, o movimento sindical unificado e os setores produtivos, incluindo os industriais com visão desenvolvimentista, que, assim como nós, têm compromissos com a nação e com o bem-estar de toda a população”.

Miguel Torres
presidente da Força Sindical, da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e um dos coordenadores do Movimento Brasil Metalúrgico

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS