Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Centrais Sindicais

Centrais sindicais e CNBB defendem políticas públicas contra a exclusão social no Brasil

Foto: Alex Líder

A Campanha da Fraternidade 2019 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propõe que a “sociedade reflita sobre a necessidade de promover uma cultura de paz em meio a tanta violência”. E o caminho, para a CNBB, pode ser através das Políticas Públicas.

Como o movimento sindical brasileiro também atua com este pensamento, dirigentes das centrais sindicais participaram nesta quinta, 31 de janeiro, de uma reunião na CNBB de São Paulo, com presença de Dom Pedro Luiz Stringhini, da Regional Sul 1, Bela Vista. Pela Força Sindical estiveram presentes o presidente Miguel Torres e o secretário-geral João Carlos Gonçalves, o Juruna.

“Nós, assim como o CNBB, queremos que haja mais diálogo, menos ódio e mais amor, para que toda a sociedade possa trabalhar em conjunto, pelo bem-estar de todas as pessoas, de diferentes origens culturais e religiosas. É fundamental ao Brasil promover Políticas Públicas que tenham amplo alcance social, garantindo a inclusão social, empregos de qualidade para todos, trabalho decente, cidadania e justiça”, diz Miguel Torres, também presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da CNTM.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS