Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Artigo

Causas nacionais

No próximo dia 30, nosso Sindicato completará 54 anos. A passagem do aniversário se dará alguns dias após a grande paralisação nacional chamada pelas Centrais Sindicais, para 28 de abril. Ou seja, o aniversário da entidade dos metalúrgicos de Guarulhos e região se dará num contexto de fortes lutas sindicais contra reformas que visam cortar direitos.

Não será a primeira vez que o Sindicato participa de lutas gerais, em defesa dos direitos. Muito pelo contrário. Ainda na ditadura, quando o regime baixou os decretos-leis de arrocho salarial, 2.045 e 2.064, fomos à luta para derrubar as medidas nocivas, tendo, inclusive, participado da histórica greve geral de 21 de julho de 1983.

Portanto, a decisão de lutar, mobilizar, articular, defender e resistir é frequente na vida do movimento sindical, pois a classe trabalhadora está sempre enfrentando algum problema ou vários problemas, ao mesmo tempo.

Na atual conjuntura, somos duramente afetados pelo forte desemprego e pelo rebaixamento dos salários. Também estamos resistindo aos ataques a direitos e conquistas, que acontecem por meio das reformas da Previdência (PEC 287), PL da terceirização irrestrita (4.302/98) e do projeto de reforma trabalhista.

Registro que, embora essa luta tenha um centro marcadamente sindical, nosso movimento vem ganhando apoios. Cito três, entre muitos: o da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra); e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Nacional). São apoios que dão peso às nossas bandeiras.

Mas o sindicalismo não luta apenas contra governantes ou patrões. Nosso movimento tem tradição de lutar a favor das causas justas, como fizemos quando reivindicamos a Assembleia Nacional Constituinte, as Diretas-Já e, mais recentemente, ao buscar uma política continuada de aumento real para o salário mínimo.

Cito, para reafirmar algumas bandeiras atuais do sindicalismo, o esforço do movimento pelo fortalecimento da indústria nacional, a redução expressiva da taxa de juros e a garantia de conteúdo nacional para a indústria em setores estratégicos, como óleo e gás e o setor naval.

Milito no sindicalismo desde os anos 80. Não tivemos só acerto de lá para cá. Mas o sindicalismo tem um nível de acerto alto e concreto. Portanto, se você ver o movimento nas ruas, empunhando nossas bandeiras, saiba que estamos, ao mesmo tempo, defendendo o interesse dos trabalhadores e os interesses gerais do povo brasileiro.

Essencialmente, nossa causa é a própria causa da Nação.

José Pereira dos Santos
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região e secretário nacional de Formação Sindical da Força Sindical

Facebook: www.facebook.com/PereiraMetalurgico
Blog: www.pereirametalurgico.blogspot.com.br

 

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS