Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos

Metalúrgicos de Osasco/SP

Campanha Salarial: Metalúrgicos de Osasco e região definem pauta de reivindicações nesta semana

Convocação na Iconacy para assembleia

O Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região promove quatro assembleias para a construção e aprovação da pauta de reivindicações da Campanha Salarial deste ano. A primeira assembleia acontece nesta quinta-feira, 17, a partir das 18h, na sede do Sindicato, e vai reunir os trabalhadores das regiões de Osasco, Jandira e Itapevi.

No sábado, 19, a partir das 10h, acontecerão três assembleias, simultaneamente: na sede, para os metalúrgicos de Barueri, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Carapicuíba, Alphaville; na subsede de Cotia, para os trabalhadores de Cotia e Vargem Grande Paulista; e na subsede de Taboão da Serra, para os companheiros de Taboão da Serra, Itapecerica da Serra e Embu das Artes.

“Neste ano, uma das nossas prioridades é a manutenção dos empregos e direitos, constantemente ameaçados. Vamos lutar para que as formas precárias de contratação e condições de trabalho não se tornem uma realidade dentro da nossa categoria. Para isso a participação dos trabalhadores é essencial”, explica o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan.

Ganho real de salário e piso salarial, com reajuste acima da inflação; Homologação no Sindicato; Não à utilização de mão de obra temporária e/ou terceirizada; Participação nos Lucros e Resultados; Garantia de emprego ao empregado vítima de acidente de trabalho ou de doença profissional ou ocupacional; Mais saúde e segurança nos locais de trabalho e proteção permanente contra a Covid-19; Fortalecimento das estruturas de lutas sindicais; Manutenção das Cláusulas Sociais são alguns dos itens prioritários a serem discutidos nas assembleias.

Durante assembleias, será obrigatório o uso de máscara, o distanciamento de, pelo menos, um metro e a utilização do álcool em gel.

CAMPANHA SALARIAL – A campanha salarial é unificada, reúne 54 entidades sindicais filiadas à Federação dos Metalúrgicos de SP e à Força Sindical, representando em torno de 800 mil trabalhadores em todo o Estado.

ENVIE SEUS COMENTÁRIOS